Show simple item record

dc.contributor.authorPoli, Jacipt_BR
dc.contributor.otherDennison de Oliveirapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduaçao em Históriapt_BR
dc.date.accessioned2010-08-18T14:22:54Z
dc.date.available2010-08-18T14:22:54Z
dc.date.issued2010-08-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24173
dc.description.abstractResumo: O conflito agrário, que provocou o confronto armado de 1957 no Sudoeste do Paraná, faz parte da Questão Agrária, cujas bases históricas podem ser encontradas na Inglaterra, na França e nos Estados Unidos e que influenciaram na configuração da sua problemática no Brasil, no Estado do Paraná e no Sudoeste. Este trabalho busca compreender como a ação do governo brasileiro influenciou na solução do conflito agrário, depois de encerrado o confronto armado, do qual os Posseiros saíram vitoriosos. A constituição do Grupo Executivo para as Terras do Sudoeste do Paraná – GETSOP garantiu a regularização fundiária, materializando o desejo do poder público de titular os posseiros e de implantar a infra-estrutura para inserir a região na economia brasileira. Sob o ponto de vista dos posseiros houve a consolidação da vitória pela conquista da propriedade da terra, garantindo segurança e confiança no seu futuro e dos seus filhos. É a partir desses atores que este trabalho buscará demonstrar, sob dois olhares diferentes, o significado da solução quando se trata da questão agrária.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleDa posse para a propriedade da terra no Sudoeste do Paraná (1962-1973).pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record