Show simple item record

dc.contributor.authorNogara Neto, Franciscopt_BR
dc.contributor.otherDieckow, Jefersonpt_BR
dc.contributor.otherRoloff, Glaucio, 1954-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2010-08-18T13:10:58Z
dc.date.available2010-08-18T13:10:58Z
dc.date.issued2010-08-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24168
dc.description.abstractResumo: O Paraná é o maior produtor Brasileiro de milho e a região de Guarapuava uma dentre as maiores produtoras no estado. Um dos desafios para a produção de milho de alta produtividade no Brasil reside na melhoria dos sistemas produtivos, ajustando-os as peculiaridades locais, de modo a causar o menor impacto ambiental possível. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade espacial da produtividade da cultura do milho com o emprego de ferramentas da agricultura de precisão, bem como estabelecer as relações de causa:efeito entre produtividade e 33 atributos em duas glebas comerciais cultivadas com milho na safra 2005/06. Para o levantamento dos dados a gleba Jordãozinho (J) com 18 ha e a gleba Santa Cruz (SC) com 18,5 ha, foram divididas em malha georreferenciada de 0,5 ha, nestas foram coletadas informações referentes a atributos de planta, e químicos e físicos do solo. Partes dos atributos não se ajustaram a distribuição normal, levando ao uso dos testes estatísticos não paramétricos: correlação de Spearman, árvores de regressão e K-means; os quais permitiram selecionar dentre os atributos avaliados as mais significativas com a produtividade. Os resultados foram bem diferenciados entres as glebas, para a gleba J com maior produtividade média, o elemento Mg e suas relações com outros cátions e CTC do solo (T), foram os fatores mais significativos na relação com a produtividade explicando 61% da sua variabilidade para a amostragem de solo realizada na profundidade de 0-20cm. Na gleba SC os fatores que mais explicaram a variabilidade da produtividade foram o teor de C, o N, avaliado por intermédio do clorofilômetro, a relação Ca:Mg e T, explicando 71% da variabilidade para amostragem de 0-20 cm. Os resultados deixam clara a variabilidade de interações existentes dentro de cada sistema produtivo, e demonstram a importância da agricultura de precisão para aumentar a compreensão destes sistemas complexos.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectMilho - Cultivopt_BR
dc.subjectSolos - Manejopt_BR
dc.titleVariabilidade espacial da produtividade de milho em duas glebas na região de Guarapuava - PRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record