Show simple item record

dc.contributor.authorGuerra, Edson Perezpt_BR
dc.contributor.otherBespalhok Filho, Joao Carlospt_BR
dc.contributor.otherOliveira, Ricardo Augusto dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2012-10-04T18:47:48Z
dc.date.available2012-10-04T18:47:48Z
dc.date.issued2012-10-04
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24147
dc.description.abstractResumo: Em programas de melhoramento genético de cana-de-açúcar busca-se a identificação e indicação de novos clones com melhores qualidades agronômicas, principalmente maior rendimento de açúcar, com ciclo de maturação que aumente o período útil de industrialização e com alta previsibilidade de produção em diferentes regiões. Os programas envolvem seleção de parentais para cruzamentos, seleção de plantas individuais para formação de clones, multiplicação e avaliação de clones em vários locais, com diferentes condições ambientais para estudo da interação genótipo x ambiente (G x A) e análises de adaptabilidade e estabilidade fenotípica para indicação de cultivares. O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptabilidade e estabilidade de genótipos de cana-de-açúcar de ciclo de maturação precoce e estudar a associação de diferentes métodos de avaliação. Foram avaliados 14 genótipos precoces sendo três variedades padrão, em fase de experimentação do Programa de Melhoramento Genético de Cana-de-açúcar da Universidade Federal do Paraná (PMGCA/UFPR), que faz parte da Rede Interuniversitária de Desenvolvimento do Setor Sucroalcooleiro (RIDESA), para a característica tonelada de pol por hectare (TPH) em 11 localidades no Estado do Paraná. Após análise de variância conjunta dos experimentos e identificação da interação G x A significativa, efetuou-se análise de adaptabilidade e estabilidade pelos seguintes métodos: AMMI (Additive Main effects and Multiplicative Interaction analysis) (Zobel et al. 1988), Toler e Burrows (1998), Eberhart e Russell (1966), Lin e Binns (1988) modificado por Carneiro (1998) e método centróide com pontos adicionais (NASCIMENTO et al., 2009). Pelo método AMMI pode-se identificar genótipos com adaptação específica a determinados ambientes, como por exemplo, o clone RB965911 para a localidade São Pedro do Ivaí em cana planta e para Nova Londrina em cana soca e o clone RB946903 para Nova Londrina em cana planta. O método AMMI possibilitou a identificação das localidades Paranavaí e Mandaguaçú com a menor interação genótipo x ambiente, com maior estabilidade, onde o ordenamento dos genótipos apresentou maior confiabilidade em relação à média de tonelada pol por hectare (TPH) nos ambientes testados. Estes ambientes podem ser indicados para avaliações nas fases iniciais do Programa. Os genótipos foram classificados nos grupos A, B, C e E pelo método de Toler e Burrows, com comportamento uni-segmentado ou bi-segmentado e diferenciados quanto ao desempenho em ambientes favoráveis ou desfavoráveis. O genótipo RB966928 apresentou alta produtividade de TPH, classificado no grupo C, com alto ajuste do modelo aos dados, indicando adaptabilidade ampla aos diferentes ambientes e estabilidade fenotípica. São Pedro do Ivaí apresentou os maiores valores positivos do índice de qualidade ambiental pelo método de Toler e Burrows, em cana planta e cana soca, contribuindo mais para o aumento da média de TPH. O método AMMI apresentou fraca associação com os métodos baseados em coeficientes de regressão e de médias, podendo ser recomendado para uso simultâneo com os métodos de Toler e Burrows, de Eberhart e Russell, de Lin e Binns modificado por Carneiro e método centróide com pontos adicionais. Os genótipos de cana-de-açúcar RB966928, RB946903 e RB965911 foram identificados como os melhores clones neste trabalho, com maiores produtividades de tonelada pol por hectare, de modo geral classificados como estáveis e de adaptabilidade geral pelos métodos utilizados, podendo ser indicados como clones promissores para plantio no Norte e Noroeste do Estado do Paraná. O uso de métodos baseados nas diferentes técnicas de análise de regressão linear, regressão não-linear, análise não-paramétrica, análise multivariada e interação de análise univariada com multivariada possibilitaram uma melhor interpretação da adaptabilidade e estabilidade de genótipos para seleção e indicação de cultivares com maior previsibilidade.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectCana-de-açúcar - Melhoramento genéticopt_BR
dc.subjectGenetica vegetalpt_BR
dc.titleAvaliação da adaptabilidade e estabilidade de clones precoces de cana-de-açúcar (Saccharum Spp.)pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record