Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Marcus Aurelio Taborda de, 1964-pt_BR
dc.contributor.authorMaschio, Elaine Cátia Falcadept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2019-10-16T12:52:03Z
dc.date.available2019-10-16T12:52:03Z
dc.date.issued2005pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/2406
dc.descriptionOrientador: Marcus Aurélio Taborda de Oliveirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 2005pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografia e anexospt_BR
dc.description.abstractResumo: A proposta deste trabalho é mostrar como o processo de escolarização primária foi constituído no Município de Colombo - Paraná. O estudo consistiu em mapear a trajetória do ensino entre os anos de 1882, quando ocorreu a abertura da primeira escola pública por intermédio dos primeiros imigrantes italianos que ali se estabeleceram, até o ano de 1912 quando houve o surgimento do primeiro grupo escolar da região. O Município de Colombo teve sua origem a partir da colonização italiana que chegou à região no final do século XIX, entretanto, as terras que abrigaram a colônia já eram habitadas por inúmeras famílias brasileiras. Ainda que a região contasse com a presença de brasileiros, as instituições escolares eram inexistentes até a chegada dos imigrantes. Os imigrantes que ali se estabeleceram atribuíram grande importância à religião, ao trabalho e à escola. À escola, atribuíam a função de civilizadora do homem, além de colaborar para a adaptação daqueles colonos àquela nova sociedade. Por isso, reivindicaram desde sua instalação, a criação de escolas públicas. Após a viabilização da primeira escola pública por parte dos imigrantes em 1882, outras iniciativas em prol da abertura de escolas foram desencadeadas pela população brasileira que habitava os povoados nos arredores da sede do município. Seguindo o exemplo dos imigrantes, começaram a reivindicar a abertura de escolas junto ao governo. Neste cenário educacional as escolas étnicas também foram abertas, porém, somente na segunda década do século XX, quando o processo de escolarização pública já estava consolidado. A escolarização primária do município foi composta por escolas públicas, particulares, subvencionadas e étnicas, mas essas instituições não ficaram aquém da precariedade e das transformações, pelas quais, a instrução pública paranaense foi permeada naquele período de transição do Império para a República. Palavras-chave: Escola Primária; Imigração Italiana, Processo.pt_BR
dc.description.abstractRiassunto: La proposta di questo lavoro è mostrare come il processo di scuolarizacione elemetare fu costituito nel Municipio di Colombo - Paraná. Lo studio è consistito di rivelare la traiettoria dell'insegnamento fra gli anni di 1882, quando successi l'apertura della prima scuola pubblica per il mediatore dei primi immigranti italiani che là hanno stabilito, fino all'anno di 1912 in cui ha avuto l'apparizione del primo gruppo scuolare della regione. Il Municipio di Colombo aveva la sua origine che comincia dalla colonizzazione italiana che è arrivata alla regione alla fine del secolo XIX, tuttavia, le terre che hanno riparato la colonia già sono stati occupati per innumerevoli famiglie brasiliane. Ancora che la regione contasse con la presenza di brasiliani, le istituzioni di insegnamento erano inesistenti fino all'arrivo degli immigranti. Gli immigranti che si erano stabiliti attribuirono grande importanza alla religione, al lavoro ed alla scuola. Alla scuola, loro attribuirono la funzione del civilizadora dell'uomo, oltre collaborare per l'adattamento di quelli coloni il quello nuova società. Perciò, avevano richiesto dal momento della sua installazione, la creazione delle scuole pubbliche. Dopo il viabilizacione della prima scuola pubblica da parte degli immigranti nel 1882, le altre iniziative per l'apertura delle scuole avevano scatenata dalla popolazione brasiliana che abitavano le città nel dintorno della sede del municipio. Seguendo l'esempio degli immigranti, avevano cominciato richiedere l'apertura di scuole insieme al governo. In questa scena educativa le scuole etniche anche erano aperte, però, solamente nella seconda decade del secolo XX, quando il processo delle scuolarizacione pubblica già stato consolidato. Le scuolarizacione elementare del municipio fu composto di scuole pubbliche, particolari, sovvenzionate ed etniche, ma queste istituzioni non rimasero aldila della precarietà e delle trasformazioni, per cui, l'istruzione pubblica paranaense è stato permeata in quel periodo di transizione dell'Impero per la Repubblica. Parole-chiave: Scuola Elementare, Immigrazione Italiana; Processo.pt_BR
dc.format.extentix, 180 f.: il., mapas, tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEnsino de primeiro graupt_BR
dc.subjectEscolas publicas - Paranápt_BR
dc.subjectEducação e Estadopt_BR
dc.subjectMigraçao italianapt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.titleA constituição do processo de escolarização primária no município de Colombo - Paraná (1882-1912)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record