Show simple item record

dc.contributor.authorSouza, Alexandre Campos Gomes dept_BR
dc.contributor.otherMeirelles, Jose Gabriel Porcilept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduaçao em Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.date.accessioned2010-06-17T11:52:52Z
dc.date.available2010-06-17T11:52:52Z
dc.date.issued2010-06-17
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24012
dc.description.abstractResumo: Esta tese é composta de quatro ensaios, cada um dos quais corresponde a um capitulo que aborda aspectos específicos da relação entre instituições e as esferas monetária e financeira da economia. No primeiro capítulo é analisada a regulação das relações de consumo no sistema financeiro brasileiro sob diferentes abordagens teóricas da regulação. O principal resultado da investigação é o de explicar a origem dos conflitos entre consumidores de serviços financeiros e as instituições financeiras por variáveis institucionais e normativas. Oferece-se, ainda, uma ilustração das tendências desse arcabouço regulatório. Em relação ao segundo capítulo, procurase avaliar as consequências da multiplicidade de missões dos Bancos Centrais modernos, através de um modelo de jogo com informação incompleta. Demonstrase que o conflito das missões a cargo do Banco Central de estabilidade financeira e monetária resulta em um problema de inconsistência intertemporal cujo custo final é um viés inflacionário, chegando ao mesmo resultado que Cukierman (1995). Por sua vez, no terceiro capítulo, após recuperar os principais determinantes econômicos envolvidos em um processo de tomada de decisão realizado em ambiente de complexidade e incerteza, aplicou-se a teoria fuzzy na modelagem do regime de me as de inflação cujos resultados das simulações apontaram para a viabilidade da ferramenta. No quarto e último capítulo é apresentado um modelo de crescimento em economia aberta em que são especificadas as condições institucionais e ambientais contemporâneas, como regime de metas de inflação, câmbio flexível e globalização. O principal resultado do modelo é demonstrar as limitações do regime de metas de inflação para uma pequena economia aberta, uma vez que a tendência de longo prazo pode ser a de uma trajetória explosiva da dívida externa. O nível da taxa de câmbio real é chave para garantir a estabilidade do sistema.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectPolítica monetária - Brasilpt_BR
dc.titleEnsaios sobre a regulação monetária e financeirapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record