Show simple item record

dc.contributor.authorRodrigues Junior, Osvaldopt_BR
dc.contributor.otherSchmidt, Maria Auxiliadora M. S. (Maria Auxiliadora Moreira dos Santos), 1948-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-09-22T11:36:21Z
dc.date.available2020-09-22T11:36:21Z
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/23606
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Maria Auxiliadora Moreira dos Santos Schmidtpt_BR
dc.descriptionDissertação(mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 22/02/2010pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 124-132pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Cultura, escola e ensinopt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho parte da existência do código disciplinar da Didática da História a partir de Urban (2009) e Schmidt (2004, 2005, 2008a, 2008b, 2008c, 2009), objetivando compreender elementos da pistemologia desta disciplina. Dessa forma, os objetivos traçados para o presente trabalho foram: i) analisar a relação entre a Teoria da História e os saberes pedagógicos na constituição da Didática da História em três manuais de didática específica; ii) analisar também esta relação a partir das entrevistas realizadas com as autoras destes manuais. Os manuais analisados nesta dissertação foram: 1) Didática e Prática de Ensino de História, de Selva Guimarães Fonseca (2003); 2) Ensinar História, de Marlene Cainelli e Maria Auxiliadora Schmidt (2004); 3) Ensino de História: fundamentos e métodos, de Circe Maria Fernandez ittencourt (2004). Metodologicamente, o trabalho foi divido em três etapas: a primeira, de leitura do material empírico, problematização da investigação e escolha das unidades de análise; a segunda, de organização dos dados; a última etapa, de análise dos dados. Este estudo toma como referência o conceito de Didática da História de Rüsen (2007a), entendida como "a ciência do aprendizado histórico", compreendendo que a Teoria da História e a Didática da História são fundadas sobre as mesmas bases, a especificidade do conhecimento histórico científico. Toma-se também, a concepção de que os manuais de Didática da História produzidos para os professores são importantes documentos na compreensão das formas de ensinar e de aprender. (BUFREM; GARCIA; SCHMIDT, 2006). No primeiro momento da pesquisa foram apontadas reflexões a respeito dos manuais como elementos da cultura (WILLIAMS, 2001), bem como sobre o percurso de produção destes manuais no Brasil (SCHMIDT, 2008c). No segundo momento fez-se uma leitura dos materiais empíricos, explicitando a organização dos saberes nestes manuais a partir de Bergmann (1990) e Varela (1994). Em um terceiro momento, foram analisados os manuais a partir de três unidades de análise: fontes históricas, conceitos históricos e tempo histórico. No quarto momento, foram analisadas as entrevistas realizadas com as autoras dos manuais utilizados. A partir da bibliografia e das análises empíricas intencionou-se entender a relação entre a Teria da História e os saberes pedagógicos na constituição da Didática da História presente nos manuais.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This work comes from the existence of the disciplinary code of history didactics from Urban (2009) and Schmidt (2004, 2005, 2008a, 2008b, 2008c, 2009), aiming to understand elements of the pistemology of the discipline. Thus, the goals set for this study were: i) examine the relationship between the theory of history and pedagogical knowledge in the constitution of history didactics in three specific teaching manuals; ii) examine further this relationship from the interviews with the authors of these manuals. The manuals discussed in this dissertation were: 1) Didática e Prática de ensino de História, de Selva Guimarães Fonseca (2003); 2) Ensinar História, de Marlene Cainelli e Maria Auxiliadora Schmidt (2004); 3) Ensino de História: fundamentos e métodos, de Circe Maria Fernandez Bittencourt (2004). ethodologically, the work was divided into three stages: the first consists on the reading of the empirical, problem-focused research and choices of units of analysis; the second stage consists on data organization; the last stage consists on data analysis. This study has referred to the concept of history didactics of Rüsen (2007a), known as "the science of learning history," including the theory of history and history didactics are based on the same basis, the specific knowledge of the scientific history. It also takes the view that the manuals of history didactics produced for teachers are important documents in understanding the ways of teaching and learning. (BUFREM; GARCIA; SCHMIDT, 2006). At first the research pointed reflections on the books as elements of culture (Williams, 2001) and on the route of production of these manuals in Brazil (Schmidt, 008c). The second time there was a reading of the empirical material, explaining the organization of knowledge in these books from Bergmann (1990) and Varela (1994). In a third moment, the manuals were analyzed from three units of analysis: historical sources, historical concepts and historical time. The fourth time, we analyzed the interviews with the authors of textbooks used. From the literature and empirical research conducted purposed to understand the relationship between the theory of history and pedagogical knowledge in the constitution of history didactics in this manual.pt_BR
dc.format.extent155 f. : il.[algumas color.].pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectHistoria - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectDidatica - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleOs manuais de didática da história e a constituição de uma epistemologia da didática da históriapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record