Show simple item record

dc.contributor.authorStocco, Janislei Giseli Dorociakipt_BR
dc.contributor.otherMeier, Marineli Joaquimpt_BR
dc.contributor.otherDanski, Mitzy Tannia Reichembachpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2012-01-19T08:14:38Z
dc.date.available2012-01-19T08:14:38Z
dc.date.issued2012-01-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/22032
dc.description.abstractResumo: Introdução: Os dispositivos intravenosos, em especial os cateteres venosos centrais, apresentam importância na assistência à saúde. No entanto, seu uso pode estar associado a complicações infecciosas que acarretam: aumento da morbidade e mortalidade; de custos hospitalares e do tempo de internação. Objetivos: avaliar as complicações infecciosas relacionadas ao uso dos cateteres venosos centrais em recém-nascidos e crianças. Identificar os micro-organismos isolados nas infecções causadas pelo uso do dispositivo. Avaliar a morbidade e mortalidade relacionadas às infecções secundárias a utilização do cateter venoso central. Métodos: Tipo de estudo: revisão sistemática de estudos observacionais. Local: Setor de Ciências da Saúde, Departamento de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Paraná. Estratégias de busca: estudos relevantes foram identificados eletronicamente por meio de base de dados: MEDLINE; EMBASE; LILACS; CINAHAL; SCIELO; COCHRANE. Referências bibliográficas de artigos e outras revisões também foram pesquisadas para encontrar estudos não indexados. Critérios para seleção dos estudos: foram incluídos estudos observacionais que descreviam as complicações infecciosas associadas ao cateter venoso central. Participantes: recém-nascidos e crianças hospitalizadas com uso de cateter venoso central. Intervenção: uso de cateter venoso central. Desfecho primário: infecção relacionada ao cateter venoso central. Extração dos dados: dois revisores independentes identificaram os estudos relevantes, analisaram a qualidade metodológica e, posteriormente, os dados foram extraídos. Não houve como combinar os estudos em uma metanálise. Resultados: dezesseis estudos foram incluídos: quatro que se referiam ao uso do cateter Hickman/Broviac; dois somente o Broviac; quatro mencionaram cateteres venosos centrais percutâneos; quatro cateteres tunelizados e não tunelizados; um citou PICC e um cateter epicutâneo. As infecções associadas ao dispositivo intravenoso foram locais e sistêmicas. As locais, manifestadas no sítio de inserção; no túnel; no sítio de saída e entrada; e em abscessos ou celulites. As infecções sistêmicas foram classificadas como: infecção de corrente sanguínea; bacteremia; e, sepse. Os micro-organismos predominantes foram: Staphylococcus sp e Candida sp. Dois estudos mencionaram mortalidade, porém as evidências não foram suficientes para avaliar a morbidade e mortalidade relacionadas à infecção secundária ao uso de cateteres. Conclusão: recomenda-se a realização de estudos futuros para padronizar os desfechos mensurados com o uso de dispositivos intravenosos centrais em recém-nascidos e crianças.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectCateterismo venoso centralpt_BR
dc.subjectLiteratura de revisão como assuntopt_BR
dc.subjectInfecçãopt_BR
dc.titleAvaliação de complicações infecciosas relacionadas ao uso de cateter venoso central em recém-nascidos e criançaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record