Show simple item record

dc.contributor.advisorHiga, Antonio Rioyeipt_BR
dc.contributor.authorSilva, Luciana Duquept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherResende, Marcos Deon Vilela dept_BR
dc.contributor.otherGarcia, Jose Nivaldopt_BR
dc.contributor.otherSpiecker, Heinrichpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-29T17:30:25Z
dc.date.available2013-05-29T17:30:25Z
dc.date.issued2013-05-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/18374
dc.description.abstractEucalyptus benthamii Maiden et Cambage ocorre naturalmente em duas pequenas populações e em um grupo com alguns indivíduos isolados, próximo a Sydney, Austrália, onde é considerada espécie em extinção desde 1981 (Higa, 1999). Essa espécie foi introduzida recentemente no Brasil onde, em plantios experimentais, tem mostrado elevada resistência à geadas, rápido crescimento, boa forma de fuste e alta homogeneidade do talhão (Graça et al., 1999). Este estudo tem por objetivo definir uma estratégia de melhoramento genético visando disponibilizar material genético com alto potencial de crescimento, resistência à geada e baixa tensão de crescimento. Para isso foi instalado um teste de progênies em quatro locais com ocorrência de geadas no estado de Santa Catarina. O teste foi instalado em delineamento de blocos ao acaso com 32 famílias (tratamentos), sete plantas por parcela repetidas cinco vezes. As observações de danos causados por geada foram realizadas até dois anos de idade. As avaliações de crescimento, DAP, altura total e também de forma do fuste foram realizadas anualmente até o quarto ano de idade. Além dessas avaliações de crescimento foram instalados, em um dos locais, pontos de dendrômetro capazes de registrar variações radiais a cada cinco minutos, com a finalidade de avaliar as diferenças de crescimento diametral entre duas famílias com diferentes taxas de crescimento. A avaliação de tensão de crescimento foi realizada em cinco plantas desbastadas de cada parcela das 32 famílias presentes nos cinco blocos. Como medidas indiretas de tensão de crescimento, foram avaliadas as flechas de costaneira e vigote, rachadura de topo de tora e da prancha central. Parâmetros genéticos das características de crescimento, danos causados por geadas, forma e das características indiretas de tensão de crescimento, foram estimados usando o software SELEGEN desenvolvido por Resende (2002). Com base nesses resultados, foi definida uma estratégia de melhoramento genético visando otimizar ganhos genéticos, a curto e longo prazo, para crescimento áreas com ocorrência de geadas, associado à baixa tensão de crescimento. Na estratégia foi definida que: as quatro localidades onde o teste de progênies foi instalado deverão ser agrupadas em duas zonas de melhoramento (ZM) para uso de material de sementes como material de propagação; o ZM 1 - Caçador, Calmon e Chapecó; e ZM 2 – Vargem Bonita. O melhoramento a longo-prazo será baseado na seleção dentro de família (14,3%) para o teste de progênies instalado em Caçador e Calmon, o que manterá um tamanho efetivo (Ne) de 80. Para melhoramento a curto-prazo, a seleção deverá ser realizada para cada ZM. Para ZM 1, seleção entre (50%) e dentro (14,3%) de família no teste de progênies instalado em Chapecó. Para ZM 2, seleção entre (50%) e dentro (14,3%) de família no teste de progênies instalado em Vargem Bonita. Como as variáveis de crescimento, resistência a geada e tensão de crescimento apresentaram baixa correlação genética entre si, a seleção baseada nos valores genéticos das variáveis de crescimento, resistência a geada e tensão de crescimento, considerando pesos iguais para todas as variáveis seleção, é o método que melhor otimiza o ganho genético entre as variáveis avaliadas para a ZM1. Como não foi feita avaliação de tensão de crescimento para as árvores de Vargem Bonita (ZM 2), a seleção deverá ser baseada nos valores genéticos das variáveis de crescimento, resistência a geada considerando a pesos de 0.75 para a variável de crescimento e 0.25 para a variável de resistência a geada.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEucalyptus benthamii - Melhoramento genéticopt_BR
dc.subjectEucalyptus benthamii - Efeito da tensãopt_BR
dc.subjectPlantas - Resistencia as geadaspt_BR
dc.subjectDendrometropt_BR
dc.titleMelhoramento genetico de Eucalyptus benthamii Maiden et cambage visando a produção de madeira serrada em areas de ocorrencia de geadas severaspt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record