Mostrar registro simples

dc.contributor.authorCaregnato, André Felipept_BR
dc.contributor.otherCavichiolli, Fernando Renatopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Educaçao Fisicapt_BR
dc.date.accessioned2013-10-02T14:50:27Z
dc.date.available2013-10-02T14:50:27Z
dc.date.issued2013-10-02
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/31776
dc.description.abstractResumo: O desejo de muitos garotos, desde as menores idades, é jogar futsal/futebol. Logo, existe o apoio dos familiares e o futebol passa a ser um projeto familiar, às vezes com expectativa de algum integrante dessa família alcançar o sucesso. Atualmente, para jogar futsal o jovem atleta ingressa numa escolinha, como a de um clube ou escola e os atores sociais que estão nesse meio são importantes na adesão, aderência e, até mesmo, no abandono da modalidade. Sendo assim, o cenário de estudo deste trabalho envolveu a iniciação ao futsal clubístico e escolar, sob a perspectiva de: pais, diretores, professores e alunos. O presente estudo, de cunho qualitativo, visou investigar como acontece a adesão, aderência e o abandono no futsal para jovens do gênero masculino da categoria sub-13, num contexto escolar e de um clube esportivo de Curitiba. Para isso utilizou-se das seguintes metodologias: observações, análise de documentos, entrevistas e questionários. Foram feitas observações, em torno de seis meses, nos cenários pesquisados, com idas a campo semanalmente e as anotações relatadas em diário de campo. Conjutamente analisou-se documentos, na qual investigou-se o objetivo das instituições com relação ao esporte. Posteriormente foram entrevistados 29 sujeitos e aplicados questionários para 46 alunos e 46 pais. Os dados foram organizados com auxílio da técnica: análise do conteúdo. Como principais resultados deste estudo, os alunos da escola iniciam porque gostam do futsal e se divertem com os amigos. No clube, o fator de adesão principal é por que existe o sonho familiar do aluno ser jogador de futebol profissional e tornar-se futura profissão com recompensa financeira. A aderência à escola se dá devido à concordância com a metodologia da aula, visto que o importante é jogar, e com o grupo de amigos e, também possuir um bom rendimento escolar. No clube, a permanência no futsal, acontece pela expectativa de seguir na equipe de futebol do campo, de adquirir habilidades para melhorar o desempenho e ser um daqueles tantos, que iniciaram no futsal e se tornaram jogador profissional de futebol de campo. O abandono no extracurricular acontece por problemas referentes a transporte e logística. No clube, problemas de relacionamento entre os agentes, descontentamento com o modelo de treino e jogo, pressão por resultados, excesso de treinamento, são alguns fatores relevantes para o abandono do jovem no futsal clubístico. Como principal legado, este estudo através dos resultados obtidos contribui com os cenários pesquisados, no sentido de gerar subsídios para aumentar a adesão, aderência e diminuir o número de abandonos na iniciação ao futsal.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectFutebol de salãopt_BR
dc.titleAdesão, aderência e abandono no cenário da iniciação esportivapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples